terça-feira, 31 de maio de 2011

Deus...

 imagem: autor desconhecido
...inominável.
abissal estranhamento.
total arrebatamento.
imensurável.
remoto.
origem
e ocaso.
onírico e obra.

... criar e ceifar.
enlouquecer frente ao imenso.
mistério,
para além de nós.
para além dos templos.
o vento,
e o tempo.
pergunta,
sem resposta.
big-bang da aurora.
crepúsculo das eras.
céu,
morada de galáxias.
megatons,
cosmos e confins.
criatura,
à nossa imagem.
inquietude.

...vida e morte.
em profusão, amor.
em imensidão, terrível.
aquilo que somos.
onde iremos.
o que nunca fomos.
o nada
e o sempre.
o tudo
e o talvez.

Anderson Lobo
(admirador de cosmos)


segunda-feira, 23 de maio de 2011

o barqueiro


  Artesanato de Zé do Balaio - Almenara (Vale do Jequitinhonha)



"Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio"

Heráclito

o barqueiro cruza,
paciente,
o rio
ligando margens
e pessoas.
e são turvas as águas,
pelas quais navega!
estirpe dos iluminados,
venceu a solidão.
aprendendo com o rio.
o nobre, e difícil, ofício de amar.


o barqueiro rompeu com o eterno,
quebrou o ciclo,
rumo à plenitude.
quando sorri,
é indício de absoluta paz.
santo,
comunga com o todo.
mansa,
sua embarcação,
tal qual sua alma.
pois, lição,
leva o rio dentro de si.
além,
o barqueiro é o rio,
cujas águas são a própria vida.

Anderson Lobo
(aprendiz de canoeiro)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Lua (Para Luanda, por quem meu coração pulsa com sabor)


arte: Anderson Lobo


Lua, aos poetas e trovas, afeita.
Pulsando em cosmos, fulgente clarão.
Linda e além, forma onírica e perfeita
Ente sensual, santa inspiração.

Lua, como um servo à noite fiel
Canto teu ser na viva imensa treva.
Sobre montanha, uivando ao léu.
Contemplando teu corpo, negro de Eva.

Sê, Lua boa, dragão e astronauta.
Nua, sê aura a guiar o errante.
Teu enlevo, canção, que o bardo exalta.

Teu colo, reduto calmo ao infante.
E quando do dia, teu brilho falta,
Sê sonho terno na mente do amante.

Anderson Lobo
(apaixonado e ponto)